Sporting 4-2 Estoril: Regresso a casa para lamber as feridas

4 golos frente ao Estoril colocaram os leões na rota das vitórias. Bas Dost marcou o 3° golo consecutivo na liga e coloca o Sporting na liderança da Liga, à condição.

Onze do Sporting: Rui Patricio; João Pereira, Coates, Semedo, Jefferson; William Carvalho, Adrien (76′ Elias), Gélson Martins, Bryan Ruiz; Alan Ruiz (46′ André), Bas Dost (72′ Markovic)

Onze do Estoril: Moreira; Lucas Frais, Dankler, João Afonso, Joel Ferreira; Afonso Taira (71′ Eduardo), Diogo Amado, Matheus, Alisson Faria (55′ Tocatins), Matheus Índio; Paulo Henrique (65′ Bruno Gomes).

Era um Sporting desesperado por vitórias aquele que se apresentava em Alvalade.
Depois de duas derrotas consecutivas, frente ao Real Madrid (2-1) e Rio Ave (3-1), os leões regressavam a casa para recuperar a moral.
O adversário, um Estoril inconsistente que sonhava em seguir os passos do Rio Ave e roubar pontos no reino do leão

Os primeiros cinco minutos foram representativos daquilo que ia ser o jogo. Um Sporting mandão, que procurava impor a sua lei em casa, e um Estoril remetido à sua defensiva, na esperança de um golo marcado através de um contra-ataque furtuito.

No entanto, a estratégia estorilista desmoronou-se ainda antes do primeiro quarto de hora (13′). Gelson Martins apareceu solto na direita, e cruzou para Bas Dost, sozinho na área, abrir o activo.
Estava reeditada uma dupla de sucesso que também já tinha feito estragos em Vila do Conde.

Até ao final da primeira parte o Leão mostrou-se muito perdulário e os jogadores recolheram ao intervalo com a vantagem mínima no marcador.

Intervalo: Sporting 1-0 Estoril

img_841x4702016_09_23_23_06_53_1160791

Gélson Martins e Bas Dost, uma dupla que já rendeu 2 golos ao Sporting

Na segunda parte, o Sporting tirou o pé do acelerador, e só de bola parada é que o marcador voltou a mexer.
59 minutos, canto na direita, com Sebastian Coates a subir ao segundo andar e bater Moreira nas alturas para o golo da tranquilidade leonina.

Três minutos depois chegou o 3-0 para os leões. Bas Dost aparece isolado na cara de Moreira e não falha para fazer o terceiro golo nos últimos dois jogos para o campeonato. O avançado holandês começa a mostrar credenciais para substituir Slimani.

Com um resultado avolumado, a equipa leonina baixou os níveis competitivos (talvez a pensar no encontro frente ao Legia) e quem aproveitou foi o Estoril.
Um contra-ataque rápido pela direita (85′) e um canto (90′) serviram para Bruno Gomes marcar os dois golos estorilistas  em Alvalade e deixar Jorge Jesus furibundo com a sua equipa.

Pelo meio destaque ainda para a estreia de André a marcar em Alvalade. O avançado brasileiro aproveitou um passe de Bryan Ruiz (lançado de forma magistral por William Carvalho), para fazer o quarto golo do Sporting.

Acabou por ser um jogo para a equipa leonina lamber as feridas deixadas por duas derrotas consecutivas e regressar ao topo da Liga enquanto espera pelo resultado do Desportivo de Chaves – Benfica.
Ainda assim o Sporting voltou a sofrer golos, sendo que leva 5 golos encaixados nas últimas cinco partidas para a Liga, algo que Jesus vai ter que corrigir.

Final do jogo: Sporting 4-2 Estoril.

Figuras/Destaques:

Bas Dost – Dois golos a mostrar diferentes facetas diferentes deste matador. Dentro da área ganhou todos os duelos com João Afonso, e ainda mostrou outras qualidades quando se desmarcou no espaço para marcar o segundo golo na partida. Parece estar encontrado o substituto de Slimani.

Rúben Semedo – Continua a afirmar-se como um bom central. Ainda demonstra alguns erros posicionais, mas consegue corrigir com a excelente capacidade física. Está a evoluir com a bola nos pés e mostra-se sólido na dupla com Sebastian Coates.

William Carvalho – É nele que o ataque começa. Sempre sereno com a bola no pé e à procura da melhor solução. Está a evoluir muito com Jesus e a mostrar uma capacidade de passe acima do normal. Prova disso foi a abertura para Bryan Ruiz no golo de André. Só falta melhorar a capacidade de remate. Hoje teve várias oportunidades à entrada da área onde hesitou.

Bruno Gomes – Não é normal ver um Estoril tão acanhado, depois de anos de bom futebol. Ainda assim, a estratégia de Fabiano Soares resultou em dois golos, marcados por Bruno Gomes, um avançado com faro de golo que aproveitou as únicas oportunidades que teve para bisar em Alvalade.

Bruno Henriques

Anúncios