Sporting de Braga 0 x 4 Sporting: Leão na raça até ao fim

Onzes Iniciais:

Sporting de Braga: Marafona; Marcelo, Arghus, Ricardo Ferreira, Djavan; Alef , Josué, Mauro, Rafa; Hassan, Wilson Eduardo;
Sporting: Rui Patrício; Schelloto, Coates, Rúben Semedo, Bruno César; William, João Mário, Bryan Ruiz, Gelson; Slimani e Teo

Chegou o final da Liga NOS e com ele a última investida do “leão” no ataque ao título. Frente ao Braga previa-se um jogo muito trabalhoso, fruto das dificuldades que esta equipa já proporcionou em partidas disputadas ao longo desta época.

O Sporting começou o jogo por cima a criar perigo imediato através de Slimani. Marafona defendeu a “dois tempos”. Foi uma entrada muito impetuosa por parte do Sporting, determinado em enviar a pressão para a Luz com a concretização do primeiro golo. Alef tentou meter o Braga no encontro mas Patrício agarrou a bola com facilidade. Perto do primeiro quarto de hora João Mário voltou a testar a atenção de Marafona e o guarda-redes dos “minhotos” respondeu à chamada com muita atenção. Gelson Martins protagonizou outra ocasião de perigo na qual cruzou para área só para um defesa bracarense “limpar” a bola para canto.

O Sporting foi forçado a fazer uma substituição aos 15′ minutos quando Coates se lesionou numa disputa de bola com Wilson Eduardo. Entrou para o seu lugar Paulo Oliveira. Os “leões” fizeram-se ouvir na Pedreira quando Teo foi derrubado na área depois de uma disputa de bola com Arghus. O jogador leonino foi amarelado por simulação. Praticamente no minuto seguinte, o Sporting abriu o marcador pelo mesmo protagonista, Teo surge sozinho na área e marca o primeiro tento dos leões. A “batata quente” passou para a Luz durante um curto espaço de tempo, já que pouco depois chegavam as notícias do golo de Gáitan que metia o Benfica à frente do marcador.

Teo

Teo momentos antes de meter os leões em vantagem.

Continuando por Braga, os “guerreiros” ficaram reduzidos a dez homens quando Arghus travou William à entrada da área na altura em que o médio seguia isolado para a área. Na cobrança do livre, Ruiz rematou para defesa fácil de Marafona. Paulo Fonseca foi forçado a fazer uma substituição, tirando Wilson Eduardo para meter André Pinto. O Sporting continuava mais forte e Slimani voltou a rematar forte e colocado com a bola a sair ao lado da baliza da equipa da cidade dos arcebispos. O argelino conseguiu deixar marca no encontro ao marcar o 2 x 0, depois de um cruzamento de Bruno César ao qual correspondeu com um grande cabeceamento.

O jogo foi para intervalo com o Sporting a vencer com naturalidade com um Braga pouco acutilante e decidido nas suas operações de jogo.

Com o começo do segundo tempo, o Sporting de Braga criou uma oportunidade de perigo, Josué rematou mas a bola foi desviada pela barreira defensiva do Sporting. Os “bracarenses” voltaram a mexer na equipa, Pedro Santos entrou para o lugar de Rafa. Celebrou-se golo em Braga, por Hassan, mas por pouco tempo, antes deste introduzir a bola na baliza, a bandeirola do assistente já estava levantada. Ricardo Esgaio entrou em campo pouco depois para substituir Gelson Martins e no Braga Alef saiu para dar tempo a Luiz Carlos. Bryan Ruiz fez o 3 x o assistido por Slimani. A vitória dos leões estava praticamente assegurada.

Notava-se algum inconformismo no rosto dos responsáveis leoninos depois da informação do 3 x 0 na Luz. Jesus decidiu dar mais uns minutos a Barcos e dar descanso a Teo. Os “bracarenses” quase que reduziam por Josué. A bola a sair muito perto da barra da baliza de Rui Patrício. Rúben Semedo viu a cartolina amarela depois de uma falta na entrada do meio-campo sportinguista. Aos 80′ o Sporting voltou a ampliar a sua vantagem, outra vez por Bryan Ruiz, o golo surgiu depois de uma jogada combinada a terminar com uma assistência de cabeça por parte de Schelloto. Antes do jogo terminar surgiu mais uma ocasião de golo por Josué, com a bola a ser defendida pelo guardião leonino.

Com o apito final de Hugo Miguel, a tristeza era visível no rosto de alguns jogadores leoninos. Vitória clara por 0 x 4 num terreno difícil com os leões de Jorge Jesus a fecharem com um sabor agridoce esta época.

Team

Os leões agradeceram aos adeptos que se deslocaram a Braga nesta última jornada.

Destaques Sporting:

João Mário: Substituiu Adrien no miolo e fez esquecer o seu colega de equipa. Deu asas à equipa para o ataque, fazendo com que o Sporting tivesse muita dinâmica e fez um passe maravilhoso para Slimani antes deste assistir Ruiz para o 3 x 0.

Anúncios