Isto é outro campeonato. Benfica vs Sporting: quem tem a melhor bilheteira online?


A Liga NOS está ao rubro. A duas jornadas do fim, o vencedor ainda não é conhecido. Benfica e Sporting estão separados por dois pontos e a mais pequena falha pode ser decisiva na luta pelo título.

Com o aproximar do fim, as duas equipas preparam-se para disputarem o seu último jogo em casa. O Sporting joga já no próximo sábado com o V. Setúbal e o Benfica recebe o Nacional no domingo do fim-de-semana seguinte. Fomos então tentar comprar bilhetes para os jogos em Alvalade e na Luz através do serviço online dos clubes de Lisboa. Qual foi o resultado? Não tão bom como gostaríamos.

(Antes de passarmos à analise dos dois casos é essencial nomearmos algumas variáveis que influenciam o processo de venda de bilhetes pela internet. Nesta quinta-feira, quem vai na frente do campeonato é o Benfica. O clube da Luz irá disputar o seu jogo, na última jornada, ou seja no dia de todas as decisões. Os encarnados têm ainda um espaço dedicado a jovens menores de 25 com preços altamente reduzidos – que são o tempo de desconto no último encontro em casa.

 

A bilheteira encarnada que encrava

A recepção ao Nacional é encarada como o grande jogo da época pela grande parte dos adeptos encarnados. Na quarta-feira, as bilheteiras começaram a vender os bilhetes para esse embate, que deverá acontecer no dia 16 de maio. As filas de espera no Estádio da Luz eram assustadoras e a solução para comprar o bilhete descansadamente em casa era vista como a ideal por todos.

No entanto a coisa não é bem assim. O Box-to-Box tentou adquirir, nesta manhã de quinta-feira, ingressos para o jogo. E… não conseguiu. O processo até começa de forma simples no site do Benfica, com os utilizadores a terem que colocar o seu número de sócio e de cartão de cidadão. Depois surge a parte de escolher a bancada para onde queremos ir. Até aqui tudo bem. O pior surge quando chegamos à fase do pagamento, onde nos é pedido para selecionarmos uma de duas opções: cartão de crédito ou Paypal. Tentamos fazê-lo com o Paypal, mas eis que todo o processo vai abaixo. Atualizamos a página, mas o designado “carrinho das compras” se encontra vazio.

Repetimos o processo e surgiu o mesmo erro… novamente na mesma fase. Para tentar reverter esta situação, ligámos para a linha de apoio (700 200 100), mas mais uma vez não fomos bem sucedidos. Fizemos duas chamadas e ainda assim em ambas ficámos em lista de espera sem que nenhum operador falasse connosco. No total, tivemos 33 minutos à espera, com o hino das águias a ser repetido vezes sem conta. Pior que isso foi o facto de o saldo do nosso telemóvel ter acabado. Sim, as duas chamadas juntas tiveram um custo de sete euros e cinquenta e sete cêntimos.

Captura de ecrã 2016-05-5, às 11

 

Em suma, das 10h10 às 10h40 tivemos nesta agitação toda e ficámos de mãos a abanar.

A situação do site não é nova. Sempre surgiram queixas quanto à dinâmica do sistema que deixa muita a desejar. Ainda ontem, quando os encarnados colocaram uma fotografia com a elevada afluência às bilheteiras, houve quem aproveitasse a situação para se queixar do serviço prestado no site.

 

1

Mais tarde o clube da Luz fechou a bilheteira online por volta do meio dia. Na curta nota deixa no seu site e no facebook, os encarnados informam que “a venda de bilhetes para o jogo da 34ª jornada da Liga NOS, SL Benfica x CD Nacional, encontra-se a decorrer, em exclusivo, nas bilheteiras do Estádio”. Ora depois da fila que estava ontem, espera-se nova enchente…

Esta medida de vender bilhetes somente no Estádio prejudica todos os adeptos que não são de Lisboa e que não se podem deslocar para comprar o tão desejado ingresso – neste momento nem as Casas do Benfica, espalhadas pelo país, vendem bilhetes. As queixas multiplicam-se pelo facebook das águias.

Captura de ecrã 2016-05-5, às 17.57.05

De Alvalade sai luz verde

Depois da tentativa (frustrada) nas bilheteiras online da Luz, decidimos ir até ao outro lado da segunda circular – de um modo digital, claro está – e eis que tivemos uma boa surpresa. O Sporting recebe o V. Setúbal no próximo sábado e os adeptos já prometeram que Alvalade vai ter casa cheia. Até porque este é o último jogo em casa, neste temporada.

Indo até ao portal de compra de bilhetes leoninos, há logo uma separação para quem é ou não sócio. Optamos pela via não sócio. [No caso do Benfica, o clube da luz só permitia ao sócios adquirirem bilhete, uma vez que a venda ao público em geral só deve abrir amanhã.]

Ali, as coisas parecem estar melhor arrumadas. Se na Luz as coisas estão organizadas por bancadas e pelos seus respetivos nomes (patrocínios), no site leonino há uma abordagem mais direta e pessoal. É-nos perguntado se queremos estar perto ou longe do relvado e se queremos ficar atrás ou de frente para os bancos de suplentes. Escolhemos um lugar atrás do banco de Jorge Jesus e depois procedemos à fase do pagamento – a tal fase onde a coisa correu mal para os lados da Luz – e eis que tivemos uma boa surpresa, uma vez que o clube de Alvalade disponibiliza a opção pagamento por multibanco, que é a preferida pela grande maioria, uma vez que nem todos possuem cartão de crédito. Selecionamos essa opção e foi-nos logo dada a referencia MB no site. Logo a seguir, recebemos um e-mail com os nossos dados. O tempo do processo? Cerca de sete minutos, sem pressas.

Captura de ecrã 2016-05-5, às 12

 

Há que melhorar: ficam todos a ganhar com isso

Não podemos dizer que um site é melhor que o outro. Mas podemos dizer que um é mais eficaz que o rival. Acima de tudo mais simples, mais intuitivo e de maior facilidade de acesso. No entanto, há que mencionar que os lugares na Luz pareciam estar praticamente esgotados o que pode ter sobrecarregado o site das águias. Certo é que, num mundo cada vez mais digital, o site das águias está a precisar de voos mais altos. Pelo menos quando comparado assim, passo atrás de passo, ao rugido informático dos leões.

Anúncios