Portugal 0-1 Bulgária; Quem não marca… tem um Stoyanov à frente

Equipas Titulares:

Portugal: Anthony Lopes; Vieirinha, Bruno Alves, Pepe e Eliseu; William Carvalho, Adrien, João Mário e Rafa; Nani e Cristiano Ronaldo.

Bulgária: Stoyanov; Strahil Popov, Aleksandar Aleksandrov, Bodurov e Milanov; Dyakov, Chochev e Ivelin Popov; Mihail Aleksandrov, Rangelov e Marcelinho.

812

Ronaldo foi um dos mais interventivos. Não marcou porque Stoyanov simplesmente não deixou (imagem: maisfutebol)

Noite atípica em Leiria. Portugal entrou forte (muito forte!), tentou marcar, não conseguiu e sofreu de seguida. Isto só nos primeiros 15 minutos. Depois foi lutar contra um monstro que hoje estava em noite sim: Stoyanov. Nem Ronaldo de penalty resolveu a questão…

 

Destaques:

Trio meio-campo Sporting: William Carvalho, Adrien Silva e João Mário. Quando há entrosamento entre colegas de equipas, isso também transparece para quando jogam juntos na seleção. Os três “leões” estiveram em bom plano, não chegando a níveis de espetacularidade. Ora um subia no terreno, outro descia. Tudo sem pedir licença mas com todo o rigor.
De ressalvar o tratamento de bola de João Mário, a largura de jogo de Adrien e as subidas constantes do Príncipe William até perto da área adversária.

.

Muralha búlgara: quando a linha de meio-campo ou a defesa não resolvia a questão, era Stoyanov, guarda-redes da Bulgária, a salvar a sua seleção. Defesas para todos os gostos e feitios, de forma mais ortodoxa e outras menos, mas sempre sempre com tremenda eficácia. Manteu a baliza inviolada. Até o penalty de Cristiano Ronaldo defendeu. Daquelas exibições que ficam para sempre e devem ser guardadas em DVD.

.

Noite desinspirada das estrelas: Nani e Ronaldo tiveram as melhores oportunidades do encontro. Golos? Zero. As estrelas das Quinas bem tentaram mas simplesmente havia um super Stoyanov a parar tudo. Até quando as bolas levavam selo de golo.

Anúncios