Moreirense 1 x 4 Benfica: “Encarnados” voltam a golear, com Jonas e Pizzi a espalhar classe

O Benfica venceu (1×4) o Moreirense, mantendo assim a distância de dois pontos para o Sporting. Os “encarnados” levam uma impressionante série de jogos sem perder no campeonato, reforçando a condição de melhor ataque na Liga.

Onze Moreirense: Stefanovic; Sagna, Marcelo Oliveira Danielson, Evaldo,Palhinha, Fábio Espinho, Vítor Gomes, Iuri Medeiros, Boateng e Ernest.

Onze Benfica: Júlio César; André Almeida, Lisandro López, Jardel e Eliseu; Samaris, Renato Sanches,Pizzi e Gaitán; Jonas e Mitroglou.

O Benfica entrou muito bem na partida, pressionando o Moreirense logo à saída da sua área e não deixando o adversário sair a jogar. Com naturalidade os “encarnados” chegaram à vantagem. Aos 15’, Pizzi centra, milimetricamente, na direita e Jonas, no centro da área, cabeceia para o fundo das redes.

A partir dos 20’, o Moreirense deixou a postura mais defensiva, subiu as linhas e começou a dividir a luta de meio-campo com o Benfica. Neste período, a equipa da casa cria duas boas oportunidades de golo, ambas por Iuri Medeiros, correspondidas com boas defesas de Júlio César.

12605464_10156468970645716_8543240721422567593_o

O brasileiro já leva 21 golos no campeonato

Numa altura em que o jogo estava equilibrado, os “encarnados” chegam ao segundo golo. Grande passe de Renato Sanches, a abrir toda a defesa, para Eliseu, que no limite da linha final, cruza atrasado, a meia altura, onde ao primeiro poste Mitroglou, de primeira, atira sem hipóteses para Stefanovic.

Intervalo: Moreirense 0 x 2 Benfica

O Moreirense entrou melhor na segunda parte, procurando um golo que voltasse a colocá-los no jogo. Apesar de ter mais jogo e posse de bola, não conseguiu criar grandes oportunidades de golo.

Com uns segundos 45 minutos mais mornos, as “águias” chegam ao terceiro golo e acabam, de vez, com as esperanças da equipa de Moreira de Cónegos. Grande jogada de entendimento entre Pizzi e Jonas, com o brasileiro a driblar o guarda-redes e a encostar para a baliza.

Passados sete minutos foi a vez de Gaitán escrever o seu nome na lista de marcadores. Transição rápida do Benfica, com Jonas a amortecer a bola para o argentino que, com facilidade, bate pela quarta vez no jogo Stefanovic.

No último lance da partida, o Moreirense faz o golo de honra. Iuri Medeiros aparece em grande velocidade na área encarnada e bate, sem grandes dificuldades, o guardião brasileiro. Foi o segundo golo, na mesma semana, do português ao Benfica, depois de também ter feito o golo na partida referente à Taça da Liga.

Resultado final: Moreirense 1 x 4 Benfica

Vitória justa do Benfica, que nunca perdeu o controlo da partida. Os “encarnados” ganharam com facilidade em Moreira de Cónegos, onde Pizzi e Jonas foram as figuras do encontro. Nota para Lisandro Lopez que saiu com uma lesão muscular, aos 59’, dando lugar ao sueco Lindelof.

Destaques:

Pizzi – Mais uma grande exibição do médio português. Espalhou classe pelo campo e somou mais duas assistências para o golo. Pizzi é o equilíbrio da equipa encarnada, abrindo na direita quando ataca e fechando ao meio quando defende. O internacional português é, neste momento, o jogador mais influente do Benfica.

Jonas – 21 golos no campeonato e liderança, mais destacada, da lista de goleadores. Esta noite fez mais dois tentos, tendo ainda tempo para assistir Gaitán no último golo do Benfica. O brasileiro é sinónimo de golos e está com o faro apuradíssimo. Para quando a chamada à selecção brasileira?

Iuri Medeiros – Tal como no jogo da Taça da Liga foi o jogador mais perigoso do Moreirense. Obrigou Júlio César a duas boas defesas e marcou o tento de honra da sua equipa. Foi sempre um quebra-cabeças para a defesa encarnada e destaca-se claramente na equipa de Moreira de Cónegos. Merece a atenção de Jorge Jesus…

João Palhinha – O jovem médio português encheu o meio-campo. Sempre muito batalhador, cortou inúmeras bolas e foi o principal obstáculo do Benfica no meio-campo. O jogador emprestado pelo Sporting destacou-se pela capacidade de choque e pela sua importância nos cortes. Ganhou vários lances individuais a Renato Sanches.

Anúncios