FC PORTO – SC BRAGA: Bracarenses construiram muralha que Dragão não conseguiu destruir.

O FC Porto recebeu no estádio do dragão os guerreiros de Braga, jogo a contar para a oitava jornada, de certa forma já pressionado com a vitória do Sporting diante o Benfica (ficando assim isolado provisoriamente no 1º lugar da tabela).
Em relação ao último onze, que venceu o Maccabi, foram realizadas três alterações na equipa de Julen Lopetegui: ficaram de fora Maxi (com cinco amarelos), Rúben Neves e Corona (por opção).
Os primeiros minutos mostraram um jogo muito inconstante com a posse de bola a ser dividida entre as duas equipas.
Ao minuto 9′ surgiu o primeiro lance de perigo da partida. Excelente arrancada do camaronês Aboubakar e este, num excelente lance individual, dribla Ricardo Ferreira e de pé esquerdo remata com muito perigo sobre a barra da baliza de Kritciuk. Ficou assim dado um primeiro aviso.
Ao minuto 15′ Paulo Fonseca seria obrigado a mexer pela primeira vez na equipa. Djavan, lateral esquerdo da equipa minhota (que tinha realizado um grande jogo frente ao Marselha esta semana), lesionou-se num lance dividido com Tello, sendo obrigado a sair de maca da partida.
Os dragões iam dominando a posse de bola, mas a equipa de Braga ia conseguindo evitar que a saída de jogo não fosse facilitada, fazendo uma boa pressão a meio campo.
Já perto do final, a equipa de Lopetegui criou dois lances com maior perigo: Layún conseguiu um remate que saiu perto da baliza – após uma jogada de Brahimi no lado esquerdo (33′) – e minutos depois (40′) uma dupla oportunidade criada por Tello e André André. Primeiro o extremo espanhol executa um remate já dentro da área, onde Kritciuk conseguiu defender e logo de seguida o internacional português a rematar em arco mas a bola saiu ao lado.
O jogo acabaria por ir para intervalo com um nulo no marcador.

FC-Porto-x-Sporting-de-Braga-620x413

As equipas regressavam dos balneários para o segundo tempo sem se registar alterações nos onzes em relação aos que acabaram a primeira parte. Porém, ao minuto 56′ Brahimi acabaria por dar lugar a Corona (devido a lesão, após lance dividido com Boly).
O FC Porto esteve sempre dono e senhor da bola, mas quando tentava furar a muralha bracarense nunca conseguia. A equipa do SC Braga manteve-se praticamente todo o segundo tempo com os dez homens no seu meio campo defensivo, o que dificultou sempre o objetivo dos azuis e brancos: marcar golo.
Não se registaram alterações no resultado. O jogo acabaria por terminar da mesma forma que começou, com o marcador a zeros. Desta forma o FC Porto fica no segundo lugar da tabela, agora com menos dois pontos que o Sporting.

FC Porto e SC Braga empataram a zero no jogo de hoje

FC Porto e SC Braga empataram a zero no jogo de hoje. Fonte: ojogo.pt

DESTAQUE:

Krytciuk: o guardião russo deu grande segurança à baliza em todos os lances da partida. Mesmo sem haver grandes lances de perigo, sempre que foi chamado fê-lo da maneira certa.

Anúncios