Benfica vence Astana em noite de Gaitán

O Estádio da Luz foi o palco do primeiro jogo da turma encarnada nas competições europeias, nesta temporada. Perante um Astana que se estreava na Liga dos Campeões, adivinhava-se um jogo fácil para o Benfica de Rui Vitória. 

O Benfica somou os primeiros três pontos na Liga dos Campeões.

O Benfica somou os primeiros três pontos na Liga dos Campeões. (Foto: UEFA)

Filme do jogo
Ambas as equipas entram no jogo com o claro intuito de perceber qual o posicionamento táctico que o adversário iria adoptar.
Rui Vitória apostou no mesmo onze, que dizimou o Belenenses na passada sexta-feira (ler aqui), enquanto que a equipa do Cazaquistão aparecia em campo apenas com um ponta de lança, abdicando de um segundo elemento na grande área. Apesar desta escolha por parte do treinador do Astana, o clube que foi fundado em 2009 aparecia solto e com as linhas avançadas.
Ao minuto 30 surge a primeira grande oportunidade de golo. Jonas consegue arrancar o remate para defesa fácil do guardião adversário. O Benfica começava, nesta altura, a subir as linhas e alargar o jogo enquanto que o Astana parecia estar a ficar mais contido ofensivamente.
Ao minuto 45, grande jogada de Jonas. O brasileiro arranca em velocidade no meio campo mas depois, no momento de finalizar, o remate saiu frouxo e Eric, guarda-redes do Astana, nega o golo ao avançado do Benfica.

A segunda parte arranca com um calafrio para a defesa encarnada. Schetkin acerta no poste esquerdo da baliza de Júlio César.
Ao minuto 51, momento de pura magia: após tabela com Mitroglou, Gaitán embala pela esquerda e rasga a defensiva adversária e bate Eric. Grande golo do extremo argentino!
Ao minuto 62 é a vez de Mitroglou molhar a sopa: após boa jogada de Jonas e Eliseu, o grego só teve de encostar. O avançado emprestado pelos ingleses do Fulham já tinha falhado duas boas ocasiões, mas a terceira não vacilou.
Até ao final do encontro o Astana tentou reagir com alguns remates de meia distância mas sem sucesso.
Na retina fica o grande golo de Gaitán que continua a provar que é o melhor ‘reforço’ deste Benfica.

Destaques SL Benfica: 
A magia de Gaitán – Mais um grande jogo do número dez benfiquista. Com aquele toque de bola habitual, trocou os olhos aos adversários e ainda fez o golo que desbloqueou a partida. Fantástico!
Samaris em bom plano – O grego começou mal o jogo, a falhar muitos passes. Contudo, foi subindo e conseguiu ser um dos melhores dos comandados de Rui Vitória. Ainda não está ao nível do que apresentou no final da temporada passada, mas para lá caminha…
Talisca continua sem convencer – O brasileiro parece, por vezes, desligado do resto da equipa. Desatento, lento e pouco eficaz na definição das jogadas. Ainda assim, parece continuar a merecer a confiança do técnico das águias.

Destaques FC Astana:
Atitude ofensiva – Apesar da sua inexperiência nesta competição, a equipa do Astana entrou no jogo a querer enfrentar o adversário olhos nos olhos. Aos poucos foi acusando alguma imaturidade e também algum cansaço.
Defesa só aguentou uma parte – Boa primeira parte por parte do quarteto defensivo da equipa do Cazaquistão. No entanto, na segunda parte, e com o despertar de Gaitán a muralha defensiva acabou por cair…aos pés do craque benfiquista.

Com esta vitória o Benfica soma três pontos, os mesmos de Atlético de Madrid que venceu o Galatasary na Turquia. 
A 30 de Setembro as águias vão ao Vicente Calderón defrontar a equipa de Diego Simeone.

Gaitán foi uma autêntica dor de cabeça para os homens do Astana. (Foto: Facebook Oficial Sport Lisboa e Benfica)

Anúncios