Destaques do Tondela 1-2 Sporting; João Mário encheu o campo

DESTAQUES SPORTING

João Mário: o médio-centro do Sporting foi o melhor jogador em campo. O golo logo no início do jogo motivou-o a realizar uma boa partida. Os pés do português parece que têm iman. A bola nunca foge. Quem pensou que João Mário conseguiria ser apenas um organizador está muito enganado. O João Mário 2015/2016 é um todo-o-terreno.

João Mário é mais jogador neste esquema tático de JJ

João Mário é mais jogador neste esquema tático de JJ

Adrien: Se João Mário mostra mais, Adrien parece mostrar menos que na época passada. Mas só parece. O internacional português tem sido um dos destaques no novo esquema de Jorge Jesus. É verdade que se viu obrigado a jogar numa posição mais recuada e isso dá-lhe menos fulgor ofensivo. Mesmo assim os genes estão lá e parece algumas vezes perto da baliza adversária. Este ano os golos não devem faltar porque o médio continua exímio nas bolas paradas. Ontem selou a partida num momento em que só os mais experientes resistem.

Carrillo: Que flecha! Impossível ficar indiferente à qualidade técnica do peruano. Sprints atrás de sprints, trocando as voltas à defesa do Tondela. Quando o Sporting não tem por onde pegar é no extremo que tem de jogar para decidir e inventar alguma magia. Se se preocupar menos com o novo contrato e um pouco mais com o coletivo, pode finalmente explodir esta época. Ontem deu boas indicações disso.

.

DESTAQUES TONDELA

Murillo: O jogador emprestado pelo Benfica tem parecenças físicas com Carrillo e o próprio jogo deste venezuelano não é diferente: rápido e imprevisível. João Pereira viu-se mal para o conseguir parar. Mostrou render mais na esquerda, onde em velocidade, chega a zonas centrais com relativa facilidade. Ao mesmo tempo, mostrou alguma imaturidade. Ainda não é jogador de equipa no processo defensivo e aquela falta no último minuto fala pela sua inexperiência…

Murillo tem estilo de craque e ontem foi um quebra-cabeças para João Pereira.

Murillo tem estilo de craque e ontem foi um quebra-cabeças para João Pereira.

Bruno Nascimento: O brasileiro que se destacou no Estoril mas não se revelou no Colónia (Alemanha) foi o mais certinho da defesa e estava praticamente em todos os lances. Fez cortes importantes (muitos em in extremis) e mostrou uma atenção e rapidez nada comuns em centrais deste tipo de equipas. Um jogador a seguir com atenção.

Lucas Souza: O trinco fez dupla com Luís Alberto, na linha defensiva do meio-campo e apesar deste último ter feito o único golo do Tondela, a verdade é que Lucas Souza mostrou-se muito mais disponível nos 90 minutos. Grande raio de ação e valioso na dobra aos laterais. O jogador que o ano passado rodou entre o Parma e o Moreirense (sem nunca ser verdadeira opção) revelou que pode vir a ser determinante no esquema de Vítor Paneira.

Anúncios