5 jogadores que podem voltar ao FC Porto

O mercado de verão já vai a meio e, como é normal, a especulação sobre possíveis contratações é grande. Nestes rumores muito se tem falado de possíveis regressos ao futebol português, principalmente aos três grandes. Assim, e à imagem do que fizemos com o Sporting, o Box-to-Box decidiu escolher 5 jogadores que já passaram pelo FC Porto e cujo retorno seria uma boa aposta para esta nova temporada.

5. Aly Cissokho

Na sua meia época ao serviço do FC Porto, Cissokho disputou 23 jogos oficiais.

Na sua meia época ao serviço do FC Porto, Cissokho disputou 23 jogos oficiais.

Quem não se lembra desta contratação que custou meia dúzia de trocos – a meio da temporada 2008/2009 – ao FC Porto e que passado seis meses rendeu perto de 15 milhões de euros aos dragões?
Cissokho era um total desconhecido até chegar ao Vitória de Setúbal onde despertou a atenção de diversos clubes, sendo os dragões quem garantiram o ingresso do lateral esquerdo.
A boa forma do francês não se ficou por aqui e foi mesmo vendido ao Lyon de França onde fez uma primeira época bastante interessante, chegando mesmo a ser chamado à selecção francesa.
Quando tudo parecia estar a correr bem, os problemas no balneário do Lyon começaram a ser noticiados pela imprensa, com o próprio presidente do emblema francês a considerar Cissokho como um dos responsáveis pelo mau ambiente vivido no seio da equipa.
Depois disso Cissokho mudou de ares, mas nunca conseguiu recuperar o fulgor de outros tempos. Primeiro no Valência, depois no Liverpool e agora no Aston Villa onde não é um dos preferidos dos adeptos.
Numa altura em que Alex Sandro aparece como um dos jogadores que pode sair Cissokho, agora com 27 anos, poderá ver no Dragão a oportunidade de voltar a vingar.

4. Ricardo Carvalho 

Ao serviço dos dragões, Ricardo Carvalho fez 118 jogos e marcou cinco golos.

Ao serviço dos dragões, Ricardo Carvalho fez 118 jogos e marcou cinco golos.

O defesa português dispensa apresentações. Jogou quatro temporadas ao serviço dos dragões onde era considerado um ídolo. Saiu em 2004/2005 para acompanhar José Mourinho até ao Chelsea onde esteve durante 6 temporadas.
Em 2010 mudou-se para Madrid, onde representou o Real. A primeira época foi de elevada categoria, mas nas duas seguintes acabou por perder a titularidade.
Perante uma fase menos positiva na carreira, decidiu ingressar no Mónaco onde recuperou a forma e a alegria de jogar.
Recentemente regressou, em boa hora diga-se, à selecção nacional depois de um desentendimento com Paulo Bento que o manteve afastado das quinas durante um par de anos. 
É notório que o FC Porto precisa de jogadores com o ADN portista e Ricardo Carvalho reúne todas as condições para assumir o comando da defesa.

3. Fredy Guarín 

Nas três temporadas ao serviço do Porto, o colombiano alinhou em 106 partidas e marcou em 20 ocasiões.

Nas três temporadas ao serviço do Porto, o colombiano alinhou em 106 partidas e marcou em 20 ocasiões.

Os portistas com toda a certeza que sentirão saudades daqueles golos do meio da rua do colombiano.
Depois de quatro épocas ao serviço do FC Porto, onde tardou em se afirmar, Guarín deixou os dragões na sua melhor temporada e rumou até Milão onde ainda hoje representa o Inter.
Para seu azar, apanhou um Inter em fase descendente e onde os títulos não têm aparecido. Durante este mercado, o Inter está apostado em recuperar a glória de outros tempos, e o médio colombiano pode ser regalado para o banco.
Perante esta conjuntura, Fredy veria com bons olhos o regresso a um clube onde conquistou títulos e onde a sua influência seria do agrado de Lopetegui.

2. Anderson

Anderson realizou 24 jogos pelo FC Porto e marcou 3 golos.

Anderson realizou 24 jogos pelo FC Porto e marcou 3 golos.

Anderson é um daqueles casos que o futebol não consegue explicar, mas o Box-to-Box ajuda.
O brasileiro esteve no Porto durante duas épocas e nem jogou muito devido a uma lesão grave, mas ainda assim deixou saudades.
Com um futebol perfumado e com aquele toque carioca, cedo encantou os tubarões europeus. O Manchester United foi quem conseguiu garantir o médio a troco 31.5 milhões de euros. 
Em terras de sua majestade o brasileiro até começou bem e acabou por ter nas duas primeiras épocas as melhores ao serviço do United.  Mas após esse período positivo, Anderson baixou de forma e foi sendo regalado até às reservas.
Pelo meio passou pela Fiorentina, onde esteve emprestado, mas igualmente sem grande sucesso.
Somente este ano é que conseguiu sair do ‘sufoco’ inglês e rumou ao Internacional do Brasil, onde tem jogado com alguma regularidade.
O regresso ao palco do Dragão permitiria ao brasiliero relançar a sua carreira que já teve melhores dias.

1. João Moutinho 

João Moutinho jogou 140 jogos de dragão ao peito, onde marcou 10 golos.

João Moutinho jogou 140 jogos de dragão ao peito, onde marcou 10 golos.

Os franceses não gostam dele e João Moutinho também deve estar farto de trabalhar e não ser reconhecido.
João Moutinho faz parte da história do futebol português, muito por conta daquela mediática mudança de Alvalade para o Dragão, onde ainda hoje muitos lhe chamam de “maça podre”.
Foi no FC Porto que Moutinho atingiu o seu pico de forma e onde demonstrou a plenitude das suas capacidades.
Atua como um médio Box-to-Box sendo um jogador mais completo que Herrera e que pode colmatar a saída de Oliver Torres.
O seu regresso à cidade do Porto seria bom para o clube e para o jogador, mas também para a selecção nacional que necessita de um João Moutinho motivado.
Nos últimos dias, a comunicação social fala num possível empréstimo de João Moutinho por parte Mónaco ao FC Porto. Mais que uma especulação o regresso de Moutinho é cada vez mais uma certeza. 

Anúncios