O QUE É NACIONAL É BOM – ANDRÉ VILLAS-BOAS

A 18 de Março de 2014, o ex-adjunto de Mourinho foi contratado pelo Zenit. O título de campeão nacional dessa época acabou por fugir à equipa de São Petersburgo, caindo nas mãos do CSKA de Moscovo. Por isso, a época de 2014/15 era o tudo ou nada para o técnico português.

Acrescentando as contratações de Ezequiel Garay e de Javi Garcia a um plantel que já possuía enormes valores a nível individual, André Villas-Boas fez do Zenit uma equipa mais consistente. Aliando a segurança defensiva e o futebol de posse, onde o critério na hora de sair a jogar é obrigatório, ao talento e virtuosismo de Hulk, Danny e Shatov não estranhou que os bons resultados fossem aparecendo e que a equipa de São Petersburgo tenha até então apenas 3 derrotas no campeonato. Os pupilos de Villas-Boas garantiram o 4º título de campeão da história do clube. 

AVB

A nível europeu é que as coisas não correram muito bem. Não conseguindo a qualificação para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, o Zenit, ao ficar em 3º lugar do grupo, acabou por ir parar à Liga Europa, levando a opinião generalizada a considerá-lo como um dos principais candidatos à conquista da prova. No entanto, nada mais errado. O sorteio ditou que os russos encontrassem o Sevilha nos quartos-de-final e a verdade é que foram os espanhóis que, com todo o mérito e justiça, passaram à próxima fase da competição, acabando inclusivamente por ganhar a competição (3-2 frente aos ucranianos do Dnipro).

As notícias de uma eventual saída de Villas-Boas da Rússia são uma constante. No entanto, depois do fracasso que foram as suas passagens pelo Chelsea e pelo Tottenham, talvez aconselhe o bom senso que o treinador português não queira dar um passo maior que a perna. Apesar de ser notório que o ex-técnico do Porto possui competências e qualidades para treinar num campeonato mais competitivo que o russo, nem todos podem ser Mourinhos e às vezes é necessário dar um passo atrás para dar dois em frente. Por vezes, são as escolhas do clube a treinar que fazem a diferença entre uma grande carreira e uma carreira sem conquistas. 

Anúncios