3 Revelações da 1ª Liga

Após uma época em que o Sport Lisboa e Benfica revalidou o titulo de campeão obtendo o seu 34º titulo do seu palmarés e após as descidas consumadas de Penafiel e Gil Vicente. O Box-to-Box decidiu eleger 3 jogadores que, na nossa opinião, se revelaram nesta presente época. Jogadores que podem passar por desconhecidos pelo público em geral e pouco falados na comunicação social mas que para nós poderão continuar o seu excelente percurso. Contudo certamente haverá mais jogadores portugueses que poderiam ter estado nesta lista.

Marco Matias (Nacional): o avançado com a camisola 77 do Nacional da Madeira, já com 26 anos, foi talvez o principal destaque da equipa madeirense. Formado no Sporting e com passagens pelo Vitória de Guimarães (não se percebeu a saída da equipa da cidade berço), ingressou nos insulares e não desapontou: fez golos atrás de golos, para além de ser o maior fator de desequilíbrio dos alvi-negros. Marco Matias está na melhor forma da sua carreira. Velocidade e finalização são capacidades que se vislumbram no seu jogo, para além de ser um jogador bastante voluntarioso em todos os processos da sua equipa. A garra com que se entrega a todos os jogos são mais uma característica a ter em conta neste profissional de excelência.

marco matiasRicardo Valente (Vitória Sport Clube): avançado de 24 anos, que chegou em Janeiro a Guimarães vindo do Leixões, foi uma das grandes surpresas de Janeiro até agora. Formado no FC Porto e Leixões, não tinha qualquer experiência a nível de 1ª Liga, mas desde que entrou na equipa nunca mais saiu. Veio para substituir Hernani e não desiludiu. Na 2ª Liga já levava 9 golos, na 1ª Liga fez 6: a partir da ala ou no meio é um perigo à solta. O camisola 91 vimaranense promete ser um dos jogadores que merece atenção na próxima época. Velocidade, boa capacidade de drible e finalização são caraterísticas no seu jogo. Uma palavra também para a prospeção vimaranense que tem “descoberto” em divisões inferiores jogadores de enorme talento.

052740_1_3886_Ricardo ValenteDiogo Jota (Paços de Ferreira): este “menino” de apenas 18 anos, tem encantado na capital do móvel. Formado no Gondomar, chegou ao Paços na sua idade de júnior, mostrou a sua qualidade e Paulo Fonseca não demorou a dar-lhe oportunidades. Diogo agarrou-as, tendo inclusive superado as expetativas. Talento é a palavra chave para definir este jogador. Ainda terá que crescer, mas tem muito potencial! Um médio ofensivo com uma qualidade tremenda que, se continuar a evoluir,  sem dúvida será um caso sério no futebol português. Vamos esperar pela sua evolução, mas está em boas mãos (Paulo Fonseca).

diogo jota 2

Anúncios