Topo e Fundo da Semana – Especial Benfica

Topo: O feito notável de Jorge Jesus
O Benfica sagrou-se campeão no domingo passado, mesmo após não ter conseguido ganhar em Guimarães. O FC Porto não consegui melhor no Restelo o que permitiu a festa no Marquês ainda antes da última jornada.
No inicio da época era notório que o FC Porto tinha um plantel com jogadores de primeira linha mundial, o investimento foi elevadissimo. Ainda assim, Lopetegui parece não ter aproveitado bem a pré-época e decidiu fazer experiências durante o inicio da competição. Pois bem, essas experiências custaram-lhe caro. O FC Porto perdeu pontos importantíssimos, e o Benfica agarrou a liderança à 5ª jornada e não mais saiu de lá.
Jorge Jesus aproveitou a teimosia de Lopetegui e foi-se afastando. O Benfica tinha um plantel mais curto, com muitos lesionados,e com menos qualidade que o anterior. Eliseu não era Siqueira, Pizzi não era Enzo e Jardel não era Garay. Mas JJ acreditou nos seus pupilos e dedicou-se inteiramente à conquista do campeonato.
Este Benfica foi ganhar ao Dragão por 2-0, algo que parecia impossível na era de JJ na Luz.
Em suma, Jorge Jesus conseguiu um feito ao alcance de poucos mas contou com a preciosa ajuda de Lopetegui.

Jorge Jesus levou o Benfica a ser bicampeão.

Jorge Jesus levou o Benfica a ser bicampeão. (Foto: SAPO)

Fundo: Festa no Marquês – Não era suposto celebrar?
Depois do episódio triste em Guimarães em que pai e avô foram agredidos em frente a duas crianças, depois do episódio de destruição do armazém do clube vimaranense, aconteceu o final de festa antecipado no Marquês.
A comitiva encarnada tinha chegado ao centro da festa há pouco menos de uma hora, quando começaram os confrontos entre uma minoria de adeptos e a Polícia. Este confronto levou a que metade do Marquês ficasse vazio em menos de nada.
Ora, o que se coloca aqui em questão é o seguinte: Não era suposto os adeptos juntaram-se e partilharem o momento que consagra a sua equipa como vencedora? Não era suposto ser uma festa bonita para todos os benfiquistas? Não era suposto haver uma total sintonia para que tudo corresse bem?
Pelos vistos, há quem não pensem assim. E como já dizia o ditado, por um pagam todos. É triste.

O Marquês de Pombal viu a festa encarnada acabar mais cedo que o esperado.

O Marquês de Pombal viu a festa encarnada acabar mais cedo que o esperado. (Foto: A Bola)

Anúncios