Os “craques” do futuro em Portugal (Sub-19)

O campeonato nacional de juniores caminha para a reta final da competição, tendo o FC Porto vantagem em relação à restante concorrência. Quem ainda está na discussão é o Gil Vicente (grande surpresa até este momento da competição). O Sporting leva 8 pontos de atraso dos “dragões”, enquanto as “águias” são a grande deceção desta última fase do campeonato, levando 9 pontos de atraso do 1º classificado. Faltando ainda 7 jornadas para terminar o campeonato, muito ainda pode acontecer. Contudo, o Porto é o grande favorito a conquistar o campeonato nacional.
Posto isto, o Box-to-Box decidiu eleger 2 jogadores de cada um dos ditos “grandes” como jogadores a ter em conta num futuro próximo, sem prejuízo de haver outros jogadores de grande qualidade.

A única coisa que tem em comum é a quantidade de anos a que estão ligados aos seus clubes.

FC PORTO:
Sérgio Ribeiro (19 anos) – Transferiu-se em Sub-13 para o Porto e é o capitão desta equipa de júniores. Extremo de origem, mas muito forte também no jogo interior, podemos destacar a qualidade técnica, o forte jogo coletivo, a grande capacidade nas bolas paradas ofensivas. É um jogador que imprime grande dinâmica à sua equipa. O próximo passo será com certeza a equipa B.

sub19_sergio_ribeiro_rioave_q

Sérgio Ribeiro a festejar um golo

Rúben Macedo (19 anos) – Transferiu-se para o Porto na idade de Sub-13. Extremo que pode ocupar os dois flancos, Rúben Macedo destaca-se pela sua grande velocidade. Conjugado com isso está uma bela capacidade de driblar os adversários. Para além disso, este jogador torna-se muito perigoso quando o adversário lhe dá espaço para cruzar a bola, visto que tem grande qualidade nos cruzamentos. Extremo a ter em conta no futuro azul e branco.

Ruben+Macedo+Real+Madrid+v+FC+Porto+UEFA+Youth+RX3nrv0RR_Fl

Rúben Macedo em ação pelos juniores do Porto

SPORTING:
Rafael Barbosa (19 anos) – Transferiu-se para o Sporting também em Sub-13. É o atual capitão da equipa de júniores. Rafael Barbosa é um médio-ofensivo de grande qualidade. Poderemos dizer até que é um nº 10 à antiga. Com uma leitura de jogo impressionante e com uma capacidade de passe acima da média, tanto curto como longo, é um jogador de grande recorte técnico e um dos jogadores mais promissores desta geração. O futuro leonino passará certamente por Rafael Barbosa.

rafael barbosa

Rafael Barbosa, juniores Sporting

Matheus Pereira (18 anos) – Este jogador de origem brasileira está nos quadros do Sporting desde o 1º ano de Iniciado. É considerado por muitos o maior talento da academia “leonina”. Matheus Pereira é um extremo que também pode jogar em zonas interiores. Com uma qualidade técnica só ao alcance dos predestinados, é capaz de sozinho “levantar” um estádio. Matheus alia à velocidade um drible capaz de “envergonhar” qualquer adversário. Para além das enormes qualidades, é um jogador muito inteligente em campo o que pode augurar um futuro de grande qualidade a este jogador.

matheus

Matheus Pereira em ação pelo Sporting no Seixal

SL BENFICA:
João Carvalho (18 anos) – Jogador made in Seixal. João Carvalho tem maravilhado os adeptos que têm acompanhado os escalões de formação das “águias”. Um extremo com uma qualidade técnica fora do comum e com grande velocidade. João Carvalho alia ao que foi referido uma boa capacidade de finalização, sendo o 1º ano de júnior utilizado ultimamente na equipa B do Benfica. Este jogador também faz da inteligência uma das grandes qualidades, o que é raro para um jogador ainda muito jovem. João Carvalho tem tudo para singrar de águia ao peito.

joao carvalho

João Carvalho, ao serviço do Benfica

Renato Sanches (17 anos) – Outro que desde muito cedo integrou os quadros do Sport Lisboa e Benfica, em 2008. A par de Gonçalo Guedes, é o jogador em quem os responsáveis das águias denotam maior expetativas. Renato Sanches é um médio centro de grande capacidade, ou melhor, de grande “pulmão”. É um típico número 8, que tanto pode ser 10 como 6. Apesar de ter maior capacidade ofensivo, é um jogador agressivo no bom sentido, capaz de recuperar bastantes bolas. Em termos ofensivos, a qualidade técnica faz a diferença assim como a capacidade de passe. Já faz parte das escolhas de Hélder Cristóvão para a equipa B e será com certeza um jogador que poderá dar muitos alegrias aos benfiquistas.

Renato-Sanches

Renato Sanches frente ao Zenit para Youth League

Anúncios