Perante os resultados verificados esta semana, quais as possibilidades do Sporting e FC Porto avançarem nas competições europeias?

(Esta é uma rubrica do Box-to-Box que pretende, além de tudo, saber a opinião daqueles que nos leem. Três leitores por semana irão responder a uma das nossas questões)

Perante os resultados verificados esta semana, quais as possibilidades do Sporting e FC Porto avançarem nas competições europeias?

Carlos Delgado, 24 anos, Treinador.

O FC Porto é a equipa que, aparentemente, tem a vida mais facilitada. O empate na Suíça, a um golo, é um bom resultado. Se na Liga Portuguesa o percurso do Porto tem sido algo intermitente, na Europa tem sido Carlos Delgadoimplacável. Ainda assim, do outro lado, está uma equipa muito bem orientada. Nesta época, Paulo Sousa, um dos melhores treinadores portugueses, já eliminou um grande europeu em casa: o Liverpool.

Quanto ao Sporting, a tarefa é bem mais complicada, mas não impossível. O resultado da 1ª mão não é favorável tendo em conta que falamos do Wolfsburgo, 2º classificado daquela que considero ser a 2ª melhor liga do Mundo. Esta equipa sente-se muito confortável quando baixa linhas e explora as costas da defesa adversária. Ainda assim, acredito que os adeptos leoninos vão encher o estádio, o que poderá ser uma motivação extra.

Bruno Alexandre, 24 anos, Empregado de Balcão.

Bruno Alexandre

Penso que o Sporting e o FC Porto têm possibilidades de passar à próxima fase. Apesar da derrota por 2-0 em Wolfsburg, se o Sporting entrar bem no jogo e marcar cedo, tem capacidade para virar a eliminatória (um feito já mostrada em outras noites europeias). Já o FC Porto, jogando em casa perante um adversário inferior, o Basileia, tem praticamente um pé nos quartos-de-final.

Gonçalo Ferreira, 25 anos, Técnico de Informática.

Gonçalo FerreiraCom os resultados da primeira mão, as realidades de FC Porto e Sporting são muito diferentes.

Começando pela formação de Lopetegui, ficou provado que os portistas são uma equipa melhor que os suíços. Evidenciaram-se na segunda parte, mostrando maior qualidade coletiva e individual que o conjunto comandado por Paulo Sousa. Em casa, perante os adeptos portistas, a equipa irá confirmar o acesso aos quartos-final.

Quanto ao Sporting, a história inverte-se. A equipa de Marco Silva conseguiu equilibrar o encontro na primeira parte perante uma das equipas em melhor forma na Europa. Mas, no segundo tempo, foi incapaz de contrariar o poder ofensivo dos alemães, que fizeram (apenas) dois golos. Não conseguiram marcar fora e, com dois golos de desvantagem na “bagagem”, praticamente hipotecaram a eliminatória perante uma equipa fortíssima. O Wolfsburg faz do contra-ataque uma “arma perigosa”. Por isso, a tarefa será praticamente impossível para os sportinguistas.

Anúncios