Elias- Um caso de super valorização

Muito conhecido em Portugal por ter sido a contratação mais cara de sempre do Sporting e, também, por ter sido um fiasco autêntico. Em nada justificou os quase 9 milhões de euros nele investidos.

elias-corinthians1

É preciso, então, recuar no tempo para chegarmos aos anos em que, Elias, dava cartas a jogar. Começou a carreira nas camadas jovens do Palmeiras, mas nunca chegou a actuar pela equipa principal. Foi, então, em 2005, contratado pelo Náutico, onde se manteve durante duas épocas. Entre 2007 e 2008 passou pelo São Bento, Juventus-SP e Ponte Preta até chegar ao Corinthians. No ‘Timão’, Elias, pegou de estaca, sendo fulcral nas prestações da sua equipa. Foi ainda durante a sua estadia no Corinthians que conseguiu a sua primeira internacionalização pela ‘Canarinha’ (contabiliza 17 e nenhum golo apontado). Durante 3 épocas foi um dos grandes pilares da sua equipa, o que o colocou na agenda de vários clubes europeus de renome. O Atlético de Madrid chegou-se à frente e, a troco de cerca de 6 milhões, adquiriu o passe do internacional brasileiro, em Janeiro de 2011. Em Madrid, foi orientado pelo ex-treinador do Benfica, Quique Flores, mas apesar de não ter grande concorrência, não conseguiu exibir o futebol que o destacou no Brasil.

ng6B13E922-3240-4133-A9AA-0FEC80A1C565Passados 6 meses( e 16 jogos oficiais depois ao serviço dos ‘Colchoneros’), assinava pelo Sporting a preço de ouro. Chegou a Alvalade numa das épocas mais atribuladas de sempre, com contratações a serem feitas muito acima daquilo que era a realidade financeira do Sporting, e, a par de outros jogadores como Jeffrén e Bojinov, esteve a quilómetros de distância daquilo que havia demonstrado no Corinthians.
Com a pressão adicional de ser o reforço mais caro de sempre, os adeptos leoninos esperavam que, Elias, mostrasse ser um jogador determinante. Contudo, o brasileiro, apenas foi determinante para apressar a saída de Godinho Lopes da presidência sportinguista. Com 34 jogos no campeonato e apenas 2 golos marcados, depressa os dirigentes leoninos começaram a procurar vender o jogador, tentando obter lucro ou pelo menos não apresentar prejuízo.
Tal não se sucedeu, mas, após um empréstimo ao Flamengo, Elias, foi vendido ao seu querido Corinthians a troco de 3,5 milhões, onde o jogador e a equipa esperam que volte a mostrar o que o levou a atravessar o Atlântico até chegar a Madrid.

Anúncios