Alemanha vence (2-1) mas não convence; Argélia saí do mundial com o orgulho em cima

No estádio Beira-Rio em Portalegre, Alemanha e Argélia lutavam para carimbar a passagem aos quartos de final do campeonato do mundo, na 1ª parte viu-se uma Alemanha com maior posse de bola mas sem grande profundidade no seu jogo, criando poucas ocasiões de golo, do lado argelino viu-se uma seleção muito bem organizada, uma ocupação de espaços quase perfeita e saíndo várias vezes para o ataque sempre à procura de Islam Slimani que foi muito importante a segurar a bola e a tabelar com os seus companheiros, as grandes ocasiões de golo na 1ª parte pertenceram aos argelinos. contundo o intervalo chegou com igualdade entre  duas seleções. A 2ª parte começou com uma Alemanha mais pressionante, criando maior perigo junto à defensiva argelina, os argelinos por sua vez não conseguiam sair tantas vezes com perigo para o ataque como tinham feito na 1ª. Nos últimos 15 min da partida, o jogo voltou a dividir-se, estava muito aberto e como consequência apareciam ocasiões de golo nas duas balizas, estando os guarda redes em destaque. O jogo chegou ao final do tempo regulamentar com a igualdade a zero e seguiu-se o prolongamento. Logo no inicio do prolongamento, minuto 92º, a Alemanha a adiantar-se no marcador por intermédio de Schurrle, a finalizar de calcanhar, a Argélia ainda na 1ª parte do prolongamento poderia ter igualado, mas a 1ª parte terminou com o resultado em 1-0. Na 2ª parte do prolongamento a Alemanha ampliou a vantagem para 2-0 por Mesut Ozil aos 119º e ao minuto 121º a Argélia a reduzir por intermédio de Djabou. Vitória alemã por 2-1.

Box-to-Box: do lado alemão, numa partida em que se esperava um pouco mais desta seleção, acaba por vencer, mas com muita dificuldade, os alemães denotaram grande fragilidade defensiva, nomeadamente nos seus centrais, muito lentos, foram muitas vezes surpreendidos nas suas costas, a destacar o guarda redes Neur que serviu de libero em diversas ocasiões e se não fosse ele a Alemanha poderia ter sofrido mais golos, também Schurrle entrou bem no jogo e inclusive marcou um golo; do lado argelino destaque para o seu guarda redes Rais que teve em grande plano, destaque para a Halliche no centro da defesa que esteve intransponível e para Slimani que foi um osso duro de roer para a defensiva alemã, a Argélia no global a deixar uma boa imagem.

Anúncios